Destaque Notícias

Projeto Dom Herder

A Prefeitura de Santa Luzia do Itanhi, por meio das Secretarias de Agricultura e Pesca, Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável e a Emdagro, apresentou aos agricultores e pescadores na manhã desta terça-feira, dia 23, por volta das 10h, na sede da referida secretaria, o Projeto Dom Helder Câmara. Além disso, houve uma discussão sobre a programação das horas de tratores, projeto hora comunitária e a regulamentação de algumas associações do município. atomoxetine costs 50 mg.

O que é o projeto PDHC?

O Projeto Dom Herder Câmara é uma ação operacional descentralizadora do Ministério de Desenvolvimento Agrário, iniciado em 2001, a partir de um acordo de empréstimo internacional firmado entre a República Federativa do Brasil e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola – FIDA e de uma doação do Fundo Municipal para o Meio Ambiente – GEF.

Durante explanação aos municípios, o representante da Emdagro, Jackson Ribeiro, disse que o Projeto Dom Helder é um programa de ações referenciais de combate a pobreza e apoio ao desenvolvimento rural e sustentável no semiárido do Nordeste, embasado no conceito de sobrevivência com o semiárido, articulando as condições sócio-políticas, ambientais, culturais, econômicas e tecnológicas e por processos participativos de planejamento, gestão e controle social.

O referido Projeto ao longo de sua atuação se consolidou, fundamentalmente, por desenvolver uma proposta de Assistência Técnica permanente, multidimensional, diferenciada, concebida como uma ação continua e sistêmica, focada nas demandas, objetivos e áreas de resultados de interesse das famílias beneficiárias e referendada em posicionamento técnico e avaliações participativas que garantem a viabilidade das proposições apresentadas.

O Dom Helder atua em 6 Estados do Nordeste Brasileiro, envolvendo 8 territórios e 77 municípios do Semiárido. O PDHC beneficia, diretamente, através das suas ações, 15.021 famílias.

Para fazer parte do projeto, o município e seus povoados devem estar com a documentação em dia e aderir algumas exigências.

Os secretários de Santa Luzia, Zé Edvaldo (Agricultura) e José Antônio (Pesca e Aquicultura), participaram do ato de apresentação.

ASCOM