POPULAÇÃO E AUTORIDADES DE SANTA LUZIA SE QUEIXAM DE FÓRUM FECHADO


As reclamações de pessoas e autoridades políticas, em torno do fechamento do Fórum Desembargador João Baptista da Costa Carvalho, que aconteceu no início deste ano, são inúmeras. A população não aceitou perder os serviços que eram prestados pela Justiça naquele município carente. “O fechamento desse Fórum trouxe muito atraso para Santa Luzia do Itanhy”, reclama o aposentado Davi Alves, morador do povoado Rua da Palha.


Davi se queixa porque terá agora que se dirigir à cidade vizinha de Indiaroba, para poder resolver problemas na Justiça. “Antes era resolvido em Santa Luzia mesmo. Isso está me causando enormes transtornos, até mesmo de ordem financeira”, disse.


Todos os dias o Fórum Desembargador João Baptista da Costa Carvalho, recebia um grande número de pessoas que chegavam dos povoados de Santa Luzia para resolverem problemas jurídicos. Com isso, todos ganhavam economicamente, a começar dos taxistas e dos proprietários de lanchonetes. Sem citar, que os que procuravam o Fórum tinham seus conflitos resolvidos.


A funcionária pública Gilsa do Carmo, salienta, que quando o Fórum Ministro, estava funcionando no seu município, era muito bom porque movimentava a cidade. “ Santa Luzia como uma cidade que tem muitos conflitos familiares, não deveria perder sua ‘Justiça’, e o seu povo com esse fechamento fica distante dela”, critica Gilsa.


Atualmente o Fórum Desembargador João Baptista da Costa Carvalho, depois de fechado, para a tristeza dos seus moradores, algumas partes externas desse imóvel público, vem servindo para acumular lixo, que é levado para dentro com a ação do vento.


Com o prédio fechado e sem manutenção, alguns moradores estão temendo, que poças d’água da chuva, venham a se formar e consequentemente atrair insetos. “Um prédio fechado na cidade ou no campo, sem manutenção, ele geralmente atrai insetos, fazendo com que atrapalhe a convivência dos moradores da região onde se localiza o imóvel. O certo seria o prédio estar aberto ou que alguém tenha a chave para fazer a manutenção dele”, disse Almir Filho – Agente de Endemias.


Os conselheiros tutelares também estão na bronca com o fechamento do Fórum, um assunto que eles resolviam na própria cidade, eles agora precisam ir para Indiaroba resolver. “Um órgão tão importante da Justiça, a gente sente na pele o povo que precisa do Conselho Tutelar ir para Indiaroba, pagar transporte e muitas vezes a gente que dar carona a essas pessoas. O pessoal pobre da região necessita que o Fórum reabra”, José Carlos – Conselheiro Tutelar.


Procurado pela reportagem da Tribuna Cultural, o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Milton Rocha, destacou que a cidade está sofrendo muito com este Fórum fechado. “Espero que as autoridades superiores do município, façam com que esse Fórum venha a reabrir suas portas porque dificulta o povo pobre se deslocar à Indiaroba com essa situação de crise. O Fórum estando aberto dar uma condição melhor a esse povo que precisa do seu serviço”.


Para Tonho da Padaria, ex-vereador e atual secretário de Pesca do município, o Fórum fechado prejudicou o povo pobre do lugar. “O fechamento do Fórum foi muito ruim para Santa Luzia do Itanhy porque toda semana vinha muita gente da roça e da cidade resolver seus problemas e agora, quando chega, se depara com ele fechado. Santa Luzia é uma cidade que possui 56 povoados e precisa desse Fórum funcionando. Ele conta, que o prédio é novo, recentemente foi reformado e hoje está fechado”, informou.


Recentemente, o prefeito Edson Cruz, esteve se reunindo com o presidente do Tribunal de Justiça, Dr. Osório, colocando também sua preocupação com o Fórum fechado. O gestor disse que deseja a reabertura dessa Casa de Justiça.


Ascom

 


Conte-nos sua opinião